Sopa de abóbora e mandioquinha

Nos dias em que faz frio, não há nada mais animador do que uma caneca de chá durante a tarde e um prato de sopa no começo da noite. Amo fazer sopa porque a casa já fica perfumada quando começamos a preparar a receita: uma cebola sendo refogada e em seguida, alguns legumes picados dourando na panela. E um dos pontos a favor das sopas é que com um pouco de criatividade e aproveitando os legumes que estão na gaveta da geladeira, o resultado sempre fica bom.

Desde que voltei a morar em São Paulo, redescobri as minhas receitas de sopa que ficaram meio abandonadas nos anos em que morei no Maranhão. Exceto, é claro, por algumas poucas receitas de sopa fria que fiz em algumas ocasiões durante aqueles anos. A minha arrumação rendeu boas descobertas. Algumas receitas novas, nunca testadas e variações das clássicas que a gente faz desde que começou a cozinhar.

Abóbora cabotiá

Descobri que devo ter quase dez receitas diferentes de sopa de abóbora. E como acho que o colorido de uma cabotiá já muda nosso humor, resolvi testar algo novo e bem diferente. Escolhi essa versão da sopa de abóbora com mandioquinha porque tem um toque de canela e gengibre fresco que fazem toda a diferença no resultado final. Tá certo que nem todo mundo gosta do sabor das especiarias – e garanto que se não usarem elas, a receita também vai dar certo e ficar deliciosa. Mas talvez fique com um sabor um pouco mais comum… Ou seria “tradicional” a palavra certa?

Essa escolha de receitas mais condimentadas com especiarias sempre influenciou a minha busca por novas receitas. Já me disseram que devo ter vivido na Índia em alguma das minhas outras vidas. Nos últimos meses o estudo da Ayurveda aumentou o meu consumo (e a vontade) de alguns ingredientes como cúrcuma, pimenta do reino, gengibre, canela, cominho e coentro em pó. E estou adorando! Tenho inclusive feito meu próprio Garam Masala, que é uma mistura de diversas especiarias, usando o moedor de café. Em breve publico a receita por aqui.

Falando sobre compartilhar, a volta da newsletter do Santo Legume trouxe o projeto das fichas de receita (para salvar ou imprimir) para discussão no Instagram. E para minha surpresa, muitas pessoas gostaram da ideia e apoiaram a novidade. Os assinantes já estão recebendo as novas receitas no formato de ficha, ilustrado com uma pequena aquarela minha. Ando bem motivada com a perspectiva de fazer muitas ilustrações para as próximas fichas. Mas sinto que ainda preciso praticar mais os desenhos!

Ainda sobre a volta da newsletter, estou mudando a plataforma de envio e de agora em diante, vai ficar mais fácil consultar aquilo que já mandei. Tudo ficará em arquivos à disposição dos assinantes. E se você ainda não assina, não perca a oportunidade de receber além das fichas, alguns conteúdos inéditos. É um espaço onde me sinto mais à vontade para escrever sobre diversos assuntos e trocar ideias. Basta colocar seu endereço de e-mail no botão abaixo:

Sopa de abóbora e mandioquinha

Equipamento

  • Liquidificador ou mixer

Ingredientes

  • ½ abóbora cabotiá pequena
  • 3 a 4 mandioquinhas médias
  • ½ cebola picada
  • 1 alho-poró picado (ou 1 talo de salsão)
  • 1-2 colh. (sopa) óleo vegetal
  • 1 colher (chá) gengibre fresco ralado (ou gengibre em pó)
  • ½ colher (chá) canela em pó (opcional)
  • 3 a 4 xícaras caldo de legume (ou água)
  • Sal e pimenta do reino
  • Cebolinha fresca picada

Modo de fazer

  • Descasque a abóbora e a mandioquinha. Pique em pedaços médios.
  • Aqueça uma panela com fundo grosso. Refogue a cebola, o alho-poró (ou salsão) e as especiarias. Acrescente a abóbora e a mandioquinha. Refogue, mexendo, por alguns minutos.
  • Adicione o caldo de legumes e espere levantar fervura. Tempere com sal e pimenta do reino. Abaixe o fogo e cozinhe até ficar tudo macio.
  • Retire do fogo, bata com o mixer (ou no liquidificador). Se ficar muito grosso junte mais caldo. Corrija o tempero se necessário.
  • Volte ao fogo para reaquecer. Sirva polvilhada com cebolinha fresca picada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Comentários

  1. Jamile Dias says:

    Olá, Monica!
    É uma felicidade te ler! Acho lindo o seu olhar sobre as coisas.
    Em um mundo tão acelerado, você é inspiração. Acho o máximo, ainda que virtual, receber “cartinhas”. Já recebo de Vida Simples, da Pri Leite e agora a sua (oba!🎉)
    Obrigada pelo conteúdo que você compartilha!🙏🏿

    1. Que delicia ler isso Jamile! Obrigada

Close
© 2022 - Santo Legume
Close