Homus

by Monica Hering

Mês passado estive alguns dias em São Paulo para uma tarefa que teve um lado muito triste, afinal despedidas não são lá muito alegres… Desmontei o atelier da Confraria do Patchwork e junto com um grupo de alunas, desapeguei de quase tudo: móveis, cortinas, revistas e livros, tecidos, linhas… Uma história de pouco mais de uma década! Só levei algumas caixas com objetos bem especiais, assim como meus trabalhos mais queridos, para guardar em casa. 

Além de vir amadurecendo essa decisão ao longo do último ano, senti que era preciso encerrar um ciclo da minha vida para seguir adiante. Não estamos pensando em voltar a viver em São Paulo, e também não vou voltar a dar aulas de patchwork! Foi um período lindo na minha vida, onde conheci e convivi com pessoas queridas e muito especiais. Desenvolvi um trabalho que me trouxe muito amor… Sentido em cada pedacinho de tecido cortado, costurado, em cada linha que foi usada para juntar tantos pedacinhos… É uma parte da minha vida que vai estar eternamente costurada a mim! No entanto, senti que era hora de seguir por outros caminhos! 

E hoje a cozinha é o lugar onde me encontro, me descubro , me conheço… 

Pratos árabes causam certa confusão na hora de pronunciar os nomes. Em alguns lugares lemos “homus” e em outros “humus” (ou ainda hummus). Como não sou descendente de árabes, fui tentar descobrir uma explicação. Não sei se o que vou colocar aqui é o correto — me corrijam se necessário — mas entendi que a palavra “homus” significa grão de bico. Quando acrescentamos tahine (pasta de gergelim), o nome passa a ser “hummus bi tahine”. 

Seja escrito de uma forma, ou de outra, o que a meu ver importa mais é fazê-lo preferencialmente com o grão de bico fresco, e servir junto com pão sírio e acompanhado de um bom azeite de oliva (se possível extra virgem!).


Homus

Ingredientes

  • 1 xícara de grão de bico
  • 2 dentes de alho
  • Sal a gosto
  • Azeite de oliva a gosto
  • ¼ xícara de tahine
  • ¼ xícara de suco de limão

Modo de fazer

  • Deixe o grão de bico de molho na véspera.
  • Cozinhe com o alho descascado e inteiro, até ficar macio. Escorra reservando a água do cozimento.
  • Amasse os dentes de alho no pilão com sal, até que desmanchem e formem uma pasta.
  • Passe os grãos ainda quentes no processador, com o alho e azeite. Coloque o azeite aos poucos até que a pasta fique cremosa, mais ainda grossa.
  • Misture o tahine e o suco de limão em outra tigela até que fique homogêneo. Junte o grão de bico, mexendo bem. Se ficar muito espesso, acrescente um pouco de água do cozimento reservada.
  • Prove e ajuste o sal.

Outras sugestões:

2 comentários

Mônica Sexto 11 de março de 2018 - 22:08

Oi xará! 🙂
Acabei aqui no seu blog, mas procurando a “pronúncia” de “homus”, que eu já faço há algum tempo.
Com isso, li sua história e já estou encantada, sem nem ter visto receita nenhuma ainda.
Adorei a sinceridade das suas palavras..
Agora, com licença, que vou dar uma olhadinha por aqui. 😉
Beijinho

Responder
Monica 12 de março de 2018 - 12:27

Me conta depois que receitas gostou… se fez alguma… Um beijo

Responder

Deixe um comentário